Como planejar viagens: das passagens até o roteiro

Planejar uma viagem perfeita para o nosso perfil (e bolso!) pode ser dividida em várias etapas, como se você estivesse organizando uma festa bem animada. A etapa pré-embarque pode ser tão divertida quanto a viagem em si. 

Como escolher o destino ideal? E comprar passagens aéreas? Quais atrações valem a pena? Visto? Vacina? Seguro viagem? São tantos os detalhes que podemos ficar aflitos. Mas calma! Guarde este pequeno check-list e consulte sempre que começar a pensar nas próximas férias.  

1º passo: escolha o destino e a data da viagem de olho no clima

O clima é um fator muito importante na hora de selecionar o próximo destino da sua viagem. Viajar para a Ásia durante o período das monções pode ser uma grande roubada. Pegar a época de furacões no Caribe, nem se fala! E chuva no Nordeste? Frio polar no Alaska vale a pena? El Niño em Machu Picchu?

Nunca foi tão prudente levar os fatores climáticos em consideração na hora de planejar uma viagem. Calor extremo, frio extremo, fortes chuvas… Tudo isso pode afetar, e muito, o ritmo e o aproveitamento da sua viagem. E aposto que você não vai querer desperdiçar seu merecido descanso numa praia justo na temporada das chuvas. 

Conte com o blog da momondo para consultar informações úteis sobre diferentes países e cidades. E se precisar de inspiração na sua escolha, a ferramenta “Explore” pode te dar algumas sugestões!

Explorar destinos

2º passo: como comprar passagens aéreas

Ao zapear pelos 500 canais da TV por assinatura, você já deve ter trombando com um programa chamado “Say yes to the dress”. O reality show mostra a busca incansável de jovens noivas pelo vestido ideal. Digamos que encontrar uma passagem aérea perfeita é como buscar por um vestido perfeito: você pesquisa várias opções, faz simulações, prova diferentes alternativas até chegar no maravilhoso momento de dizer SIM – não para o vestido, mas para o ticket de avião.

Checklist para a compra de passagens aéreas  

Ao comprar passagens aéreas, é importante observar alguns fatores que vão muito além do preço final. Quando fizer a sua busca por voos, considere estas perguntas: 

  • Todas as taxas estão incluídas no preço final? 
  • Qual é a franquia de bagagem? 
  • O tempo de conexão é suficiente? 

No buscador de passagens aéreas da momondo, todos os resultados exibem o preço final, com as taxas obrigatórias incluídas. Já para conferir as informações sobre o tempo de conexão, você pode clicar em detalhes nos resultados da sua busca, e acessar o tempo estimado disponível para trocar de aeronaves. Para conferir a franquia de bagagem, fique atento ao site da empresa em que for realizar a sua compra.

Lembretes importantes

Lembre-se: o mais importante nesse momento é comprar uma passagem aérea que te leve até seu destino final. Às vezes, comprar um bilhete muito promocional que te leva só até o “meio do caminho” pode sair mais caro. Considere também incluir todos os trechos aéreos numa mesma reserva. Na momondo, você pode incluir stopovers em sua busca, ao procurar passagens para várias cidades, ao invés de passagens ida e volta.

Por fim – e muito antes da data da sua viagem – confira se o destino escolhido exige visto de entrada para o turista brasileiro ou a apresentação de outros documentos, como passaporte com mais de seis meses de validade ou comprovante internacional de vacinação contra a febre amarela.

Checklist anotado? Então chegou a hora de procurar a sua passagem:

Procurar passagens aéreas

3º passo: reservar hotel 

Com a passagem comprada, chegou a hora de pensar na hospedagem. Antes de reservar o hotel, leve em consideração alguns fatores como: localização, avaliação de outros hóspedes, estilo da hospedagem, valor e serviços inclusos, como café da manhã e wi-fi

Hoje em dia, encontramos tantos tipos diferentes de hospedagem que ficamos até confusos na hora da escolha. Crie seus próprios filtros e pense no que você prefere: hotel, hostel ou apartamento? Hotel design ou pousada de charme?  

Depois de fazer essa pré-seleção, sempre costumo colocar o endereço do hotel no Google Maps e usar a ferramenta “street view” para conhecer e reconhecer a rua e a região escolhida.

Use a ferramenta de buscas da momondo para selecionar a faixa de preço que você gostaria de pagar pela diária, o tipo de acomodação, e outros filtros:

Procurar hotéis

4º passo: seguro viagem

Você acabou de reservar o seu hotel e está prestes a tirar as férias dos seus sonhos do papel, mas ainda falta um detalhe: seu seguro viagem.

Um bom seguro viagem pode ser de grande ajuda se algum imprevisto acontecer. E se a companhia aérea extraviar sua bagagem? (Bate na madeira!) O seguro consegue te auxiliar. E se, sem querer, você torceu o pé e precisa procurar um médico? Ele também cobre esse tipo de despesa médica. 

A regrinha de ouro é sempre conferir a cobertura oferecida, mas nunca viajar sem ele. Caso esteja nos seus planos fazer alguma atividade mais radical, vale se informar e se certificar se a cobertura oferecida é correspondente ao tipo de atividade que você pretende fazer.

Leia também: Como comprar o melhor seguro viagem para suas férias

Fique atento também aos países que serão visitados: alguns exigem obrigatoriamente um seguro viagem internacional, ou seja, nesses casos ele não é mais opcional. Mesmo onde é opcional, o valor investido nessa compra é tão pequeno perante a outros custos da viagem, que você não deveria nem cogitar a possibilidade de viajar sem essa segurança adicional.

5º passo: roteiro

Passagens aéreas, seguro viagem, hotéis… Tudo reservado, mas ainda falta um detalhe essencial no planejamento da sua viagem: o roteiro. Nesse universo de dicas de viagens, às vezes nos sentimos sobrecarregados com tantas atrações, passeios diferentes e informações publicadas. Por isso, vale investir um bom tempo do seu planejamento selecionando o que é mais adequado para você e para seu perfil de viajante. 

Geralmente eu começo montando uma lista com todas as atrações que quero conhecer e algumas sugestões de restaurantes. Depois estendo a pesquisa para como devo me locomover na cidade e como devo seguir viagem até o próximo destino. 

Depois dessa primeira etapa do planejamento da viagem concluída, coloco todos os pontos no Google Maps e crio uma programação diária, evitando deslocamentos desnecessários. 

Isso ajuda a otimizar nosso tempo na estrada e também nos ajuda a evitar gastos desnecessários. É nessa fase que faço a compra dos ingressos antecipados, pesquiso os passes de transporte público e até descubro como evitar certas filas e quais são os melhores horários para visitar um ponto concorrido.

Planejar a viagem demais é engessar?

Investir tanto tempo em planejamento não pode engessar demais minha viagem? Essa é uma pergunta recorrente que costumo ouvir quando compartilho todo esse meu processo criativo de roteiro. E minha resposta, logo de cara, é: “claro que não! ”. 

Ao saber se situar num destino novo, você está mais aberto ao inesperado, consegue desviar seu caminho sem muito peso na consciência e sem gerar gastos desnecessários. Também é possível encontrar boas surpresas ao longo da estrada e se abrir para novas experiências. 

Talvez essa seja a grande magia das viagens: o inesperado que acontece enquanto estamos tentando nos entender com as orientações do GPS. 

O planejamento de uma viagem não para por aqui. Veja mais dicas essenciais e guarde nossos melhores conselhos antes de cair na estrada. Confira também nossos posts com dicas práticas sobre o que levar na mala de viagem e nossas dicas exclusivas para conseguir os melhores preços em hotéis pelo mundo
Esta publicação sobre como planejar uma viagem foi escrita pela Natalie Soares, do blog SundayCooks. Para mais dicas da Natalie, siga @sundaycooks nas redes sociais.
Relacionados
Como encontrar passagens aéreas baratas
— 1 min de leitura

Como encontrar passagens aéreas baratas