As 6 principais Chapadas do Brasil para planejar uma viagem

As chapadas do Brasil estão entre as principais belezas naturais do país. Cachoeiras, grutas, lagoas e trilhas encantam viajantes que gostam de estar em contato com a natureza. Escolher somente uma delas para visitar não é fácil. Mas a grande vantagem é que as chapadas brasileiras estão espalhadas por diferentes regiões do país e, consequentemente, há sempre uma mais acessível a quem deseja visitar. É possível planejar a sua viagem não só durante as férias, mas também nos feriados. 

Está animado para fazer uma viagem pelas chapadas do Brasil? Confira as nossas dicas das 6 principais chapadas brasileiras e as características de cada uma delas para escolher a sua preferida.

Chapada Diamantina: a preferida para quem gosta de trilhas

Cachoeira na Chapada da Diamantina.

Turista observa cachoeira na Chapada da Diamantina.

Localizada no oeste do estado da Bahia, a Chapada Diamantina está repleta de grutas, cachoeiras e poços graças ao nascimento de quase todos os rios da região que acontece ali. A grande vantagem de escolher a Diamantina entre as chapadas do Brasil, é que o ano todo o clima está ótimo para uma visita. As opções de cidades para ficar são muitas e acabam confundindo as pessoas, mas as principais são: Lençóis, Igatu e Vale do Capão. Em uma semaninha você consegue ver o principal da região, mas não tudo – essa é a grande frustração para os turistas. Os apaixonados de verdade sempre acabam voltando. 

O Parque Nacional da Chapada Diamantina é enorme (1.520km²) com pouca sinalização e trilhas sem demarcações, por isso é imprescindível que você contrate um guia. Entre as trilhas imperdíveis está a do Morro do Pai Inácio (que é fácil e todo mundo faz) e travessia do Vale do Pati que é a mais complexa e famosa dos trekkings brasileiros. É uma caminhada de três a cinco dias por trilhas selvagens, comendo e dormindo em casas dos locais conhecidos como patizeiros

Busque voos para Lençóis Busque hotéis em Lençóis 

Chapada das Mesas: merece ser lembrada

Turista observa a Chapada das Mesas.

Paisagem da Chapada das Mesas, no Maranhão.

Localizada no Maranhão, essa chapada fica um pouco esquecida pelos brasileiros que acham que o estado só tem os lençóis maranhenses a oferecer para o turismo. Um engano comum que acontece principalmente por ela se localizar no lado oposto ao dos lençóis, lá no sul do estado, próxima ao Tocantins. E é por essa localização que os mais aventureiros fazem a dobradinha entre Chapada das Mesas e Jalapão chamada de ‘Jalapada’ (mesmo os dois lugares estando a 8 horas de distância). 

Para chegar na Chapada das Mesas vindo de outros estados, você deve pegar um voo até Imperatriz e lá alugar um carro (ou transfer) de 226 km até Carolina – a cidade base para quem visita a chapada. É difícil chegar, mas vai ser fácil se encantar. Aquele poço de água azul que você imagina quando pensa em chapada? Lá tem. Trilhas que chegam em cachoeiras impressionantes? Também tem. E uma outra dica de passeio deslumbrante que muita gente esquece de considerar é o passeio de barco ao pôr do sol do rio Tocantins. Inesquecível.

Busque voos para Imperatriz Busque hotéis em Carolina 

Chapada dos Veadeiros: no clima paz e amor

Cachoeira na Chapada dos Veadeiros.

Paisagem verde na Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

Demorou para esta chapada brasileira cair no gosto dos viajantes. Mas parece que agora veio para ficar – em qualquer feriadinho, tem sempre alguém correndo pra lá. Localizada no estado de Goiás, a 230km de Brasília, o cerrado faz parte da paisagem da Chapada dos Veadeiros. É com esse clima árido que você vai fazer trilhas para chegar em cachoeiras enormes e refrescantes para o calor que faz na região. 

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros tem a vantagem de ser gratuito e com trilhas bem demarcadas (mesmo assim é recomendável contratar um dos guias que ficam na entrada do parque). Mas a atração cartão-postal da chapada é o Vale da Lua, com rochas cinzas e onduladas que fazem parecer que você está andando por crateras lunares – com muita água para se refrescar.

Existem duas cidades-base para ficar: São Jorge (a mais hippie e na porta do Parque Nacional) e Alto Paraíso de Goiás que é basicamente um polo esotérico no Brasil (repare nos cristais pendurados nos telhados das casas) E esse misticismo é o grande charme e diferencial dessa chapada brasileira que também atrai quem acredita em OVNI’s. Alguns acreditam até que há um túnel ligando esta chapada do Brasil a Machu Picchu lá no Peru.

Busque voos para Brasília Busque hotéis em Alto Paraíso de Goiás

Chapada dos Guimarães: a mais fácil de chegar

Dá pra dizer que de todas as chapadas do Brasil, a Chapada dos Guimarães no Mato Grosso é a mais fácil de chegar, já que fica a apenas 75km do aeroporto de Cuiabá. A maior atração da Chapada é a cachoeira Véu da Noiva que fica dentro do parque nacional, mas existem outras atrações importantes por ali. O Circuito das Cachoeiras é uma caminhada de seis horas passando por seis cachoeiras. 

O Circuito do Morro de São Paulo também é de seis horas, mas sem cachoeira para se refrescar – somente a vista do alto do morro. E tem também um circuito bem mais fácil que é o do Vale do Rio Claro onde você chega com um carro 4×4 e aí sim encontra flutuações e lagunas para banho.

Na hora de escolher onde ficar, é fácil. Chapada dos Guimarães também é o nome da cidadezinha-base. É possível se se hospedar dentro do parque ou então no vilarejo.

Busque voos para Cuiabá Busque hotéis em Chapada dos Guimarães

Chapada do Araripe: para quem gosta de arqueologia

Localizada no Ceará, na região do Cariri, ela é diferente das outras chapadas brasileiras por pertencer a uma região semi-árida, porém cercada por água. É por isso que é vista como um oásis. Mas não dá para esperar grandes cachoeiras ou grutas de água cristalina. 

O toque especial dessa chapada do Brasil é que ela inclui um sítio paleontológico repleto de fósseis de dinossauros e peixes. É por isso que foi escolhida pela Unesco para ser um Geopark – lugar que identifica, sinaliza e preserva áreas essenciais para a história do planeta Terra.

De toda maneira, é possível conhecer também a Floresta Nacional do Araripe com diversidade de pássaros, fauna e flora (além dos sítios aqueológicos). As principais cidades da região que funcionam como base para quem visita a Chapada do Araripe são: Crato, Barbalha e Juazeiro do Norte.

Busque voos para Juazeiro do Norte Busque hotéis em Juazeiro do Norte

Chapada dos Parecis: ecoturismo na veia

Localizada no estado de Mato Grosso, na fronteira com a Bolívia, lá você vai encontrar tudo o que espera de uma chapada – muitas trilhas, cachoeiras e rios. O turismo ecológico é o forte da Chapada dos Parecis e os esportes de aventura são bem-vindos. Você não pode deixar de fazer rafting ou boia-cross pelas correntezas dos rios da região. 

Mas as atrações não param aí. A cidade-base para os turistas é Campo Novo do Parecis (397 quilômetros de Cuiabá) é referência no cultivo de girassol sendo conhecida como a “Capital do Girassol”. Ou seja, você verá essa florzinha simpática e alegre por todos os lados quando estiver lá. 

Além disso, muitas das cachoeiras da região estão localizadas em terras indígenas demarcadas pela FUNAI sendo uma das poucas áreas ainda não desmatadas para o cultivo de soja ou cana. Devido à importância da cultura indígena pela região, é possível conhecer também as aldeias dos índios. 

Busque voos para Cuiabá Busque hotéis em Campo Novo do Parecis

Ficou animado para fazer uma viagem pelo nosso país? Confira o nosso post com dicas de roteiros gastronômicos pelo Brasil, um guia de atrações em Salvador, e conheça 7 praias do nosso litoral para incluir no seu roteiro!
Esta publicação sobre as Chapadas do Brasil foi escrita pela Amanda Noventa, do blog Amanda Viaja. Para mais dicas da Amanda, siga @amandaviaja nas redes sociais.
Relacionados
7 praias do Brasil para visitar em 2019
— 6 mins de leitura

7 praias do Brasil para visitar em 2019

As 7 melhores Festas Juninas pelo Brasil   
— 6 mins de leitura

As 7 melhores Festas Juninas pelo Brasil