Pesquise passagens baratas para Nagoya

Ida e volta
Econômica
Boston (BOS)
Nagoya (NGO)
sex 25/9
sex 2/10
Qualquer mês
Compare com o momondo |
Alerta de restrição de viagem

O surto de COVID-19 (coronavírus) pode afetar sua viagem para Nagoya. As restrições atuais para Nagoya são baseadas nas restrições de viagem de Japão.

Ver restrições de viagem atuais para Japão

Os voos mais baratos para aeroportos de Nagoya

Encontre os voos mais baratos para estes aeroportos de Nagoya a partir da cidade ou aeroporto mais próximo
No momento, não há dados para a rota selecionada. Selecione outro aeroporto de partida

Qual é a melhor época para viajar até Nagoya?

A melhor época para viajar para Nagoya é na primavera local, que ocorre entre março e junho. Nesse período, as temperaturas são tão agradáveis quanto no outono (setembro-dezembro), ficando entre 15-20 °C. A principal diferença é que, na primavera, a cidade fica mais arborizada e bonita, além de as chuvas e tempestades ocorrerem em menor quantidade. O verão é bastante quente e pode se tornar desagradável para quem não aprecia altas temperaturas, que podem chegar a 35 °C. O mesmo vale para o inverno, já que o frio é intenso e pode ter temperaturas negativas, de até -2 °C, em média. Na hora de comprar a passagem para Nagoya, atente-se para algumas datas que são consideradas de alta temporada no Japão, por serem feriados nacionais bastante celebrados pela população local: o Ano-Novo (fim do ano e primeira semana de janeiro), a Golden Week (final de abril e começo de maio) e, ainda, a segunda semana de agosto, quando ocorre o Obon. Datas de férias no Brasil, como o mês de julho, também podem apresentar aumentos nos preços das passagens aéreas para Nagoya, em função da maior procura por parte dos brasileiros. A dica para uma viagem para Nagoya é adquirir a passagem com antecedência para encontrar os melhores preços.

Qual é o voo mais barato para Nagoya?

R$ 580 é o valor mais baixo encontrado na momondo nas últimas duas semanas para um voo para Nagoya. Este voo parte de Cidade de Okinawa e é 89% mais barato que a maioria dos voos para Nagoya. Para encontrar o preço mais baixo para Nagoya partindo da sua região, use o Guia de preços por itinerário da momondo.

Qual é o dia mais barato para voar para Nagoya?

O dia mais barato para voar de Brasil a Nagoya é domingo, quando preços a partir de R$ 6.969 podem ser encontrados. O dia mais caro para voar a Nagoya é sexta, com os preços de passagens a uma média de R$ 8.794.

Qual é o horário mais barato para voar para Nagoya?

O horário mais barato do dia para voar para Nagoya é pela manhã, quando os voos podem ser comprados por preços a partir de R$ 7.186. Há mais demanda para voar para Nagoya ao meio-dia, por isso os preços geralmente são mais altos, custando cerca de R$ 7.908 por passagem.

Há outro aeroporto perto de Nagoya?

Dependendo do mês e do aeroporto de partida, quem viaja para Nagoya pode encontrar preços melhores em Aeroporto de Mt Fuji Shizuoka (a 124 km do centro da cidade de Nagoya), Aeroporto de Osaka Itami (a 141 km do centro da cidade de Nagoya), Aeroporto de Komatsu (a 142 km do centro da cidade de Nagoya), Aeroporto de Kobe (a 164 km do centro da cidade de Nagoya) ou Aeroporto de Osaka Kansai Intl (a 174 km do centro da cidade de Nagoya).

Existe uma alternativa mais barata para voar para Nagoya?

Com voos que custam em média R$ 3.213 por pessoa, Aeroporto de Osaka Itami é geralmente o aeroporto mais barato para voar ao visitar Nagoya. Esse preço médio varia conforme a cidade de partida. Para encontrar o voo mais barato, experimente o Guia de preços por itinerário da momondo.


Quais são as restrições atuais para viajar a Nagoya?

Atualmente, as restrições de viagem para Japão incluem viagens para Nagoya. O Japão restringiu a entrada de viajantes que foram ou transitaram pelo Afeganistão, Albânia, Argélia, Andorra, Antígua e Barbuda, Argentina, Armênia, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bahamas, Bahrain, Bangladesh, Barbados, Bielorrússia, Bélgica, Bolívia, Bósnia e Herzegovina, Botsuana, Brasil, Brunei Darussalam, Bulgária, Camarões, Canadá, Cabo Verde, República Centro-Africana, Chile, China, Colômbia, Comores, Costa Rica, Costa do Marfim, Croácia, Cuba, Chipre, República Tcheca, Democrática República do Congo, Dinamarca, Djibuti, Dominica, República Dominicana, Equador, Egito, El Salvador, Guiné Equatorial, Estônia, Eswatini (Suazilândia), Finlândia, França, Gabão, Geórgia, Alemanha, Gana, Grécia, Granada, Guatemala, Guiné, Guiné-Bissau, Guiana, Haiti, Honduras, Hong Kong, Hungria, Islândia, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Irlanda, Israel, Itália, Jamaica, Cazaquistão, Quênia, Kosovo, Kuwait, Quirguistão, Letônia, Líbano, Libéria , Líbia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macau, Madagascar carro, Malásia, Maldivas, Malta, Mauritânia, Maurício, México, Moldávia, Mônaco, Montenegro, Marrocos, Namíbia, Nepal, Holanda, Nova Zelândia, Nicarágua, Macedônia do Norte, Noruega, Omã, Paquistão, Palestina, Panamá, Paraguai, Peru , Filipinas, Polônia, Portugal, Catar, República do Congo, Romênia, Rússia, São Vicente e Granadinas, São Marinho, São Tomé e Príncipe, Arábia Saudita, Senegal, Sérvia, Serra Leoa, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Eslovênia, Somália, África do Sul, Espanha, Coréia do Sul, São Cristóvão e Nevis, Sudão, Suriname, Suécia, Suíça, Taiwan, Tajiquistão, Tailândia, Turquia, Taiwan, Turquia, Ucrânia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Estados Unidos, Uruguai , Uzbequistão, Cidade do Vaticano, Venezuela ou Vietnã nos últimos 14 dias. Residentes do Japão com status de “residente permanente”, “cônjuge ou filho de cidadão japonês”, “cônjuge ou filho de residente permanente” ou “residente de longo prazo” que deixaram o Japão com permissão de reentrada até 2 de abril de 2020 ainda podem voltar entrar no país, mesmo que tenham estado em um dos países acima. A partir de 1º de setembro, esses viajantes também deverão se inscrever na embaixada ou consulado japonês mais próximo para receber uma “carta de confirmação de reentrada” e talvez seja necessário fornecer um resultado do teste PCR na chegada. Verifique as recomendações do governo japonês sobre esse processo no site do Ministério das Relações Exteriores. Se eles receberam permissão de reentrada entre 3 de abril e 28 de abril de 2020, poderão entrar novamente se estiverem apenas no Afeganistão, Antígua e Barbuda, Argentina, Azerbaijão, Bahamas, Bangladesh, Barbados, Bielorrússia, Cabo Verde, Colômbia, Djibuti, República Dominicana, El Salvador, Guiné Equatorial, Gana, Gabão, Guiné, Guiné-Bissau, Honduras, Índia, Cazaquistão, Kuwait, Quirguistão, México, Maldivas, Omã, Paquistão, Peru, Catar, Rússia, São Tomé e Príncipe, Arábia Saudita, África do Sul, São Cristóvão e Nevis, Tajiquistão, Emirados Árabes Unidos, Ucrânia ou Uruguai. Se a permissão de reentrada foi concedida entre 29 de abril e 15 de maio de 2020, eles poderão voltar ao Japão se estiverem apenas no Afeganistão, Argentina, Azerbaijão, Bahamas, Bangladesh, Cabo Verde, Colômbia, El Salvador, Guiné Equatorial, Gabão, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Honduras, Índia, Cazaquistão, Quirguistão, México, Maldivas, Paquistão, África do Sul, São Tomé e Príncipe, Tajiquistão ou Uruguai. Se a permissão de reentrada for concedida entre 16 e 26 de maio de 2020, eles poderão entrar novamente no Japão se estiverem apenas no Afeganistão, Argentina, Bangladesh, El Salvador, Gana, Guiné, Índia, Quirguistão, Paquistão, África do Sul ou Tajiquistão. Se a permissão de reentrada for concedida entre 27 de maio e 30 de junho de 2020, eles poderão voltar ao Japão se estiverem apenas em Camarões, República Centro-Africana, Costa Rica, Cuba, Eswatini, Geórgia, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Iraque, Jamaica, Líbano, Mauritânia, Nicarágua, Senegal ou São Vicente e Granadinas. Cidadãos da China com passaporte emitido na província de Hubei ou na província de Zhejiang não podem entrar no país, a menos que possam provar que não estiveram nessas províncias nos últimos 14 dias. Os viajantes que estavam no navio de cruzeiro ‘Westerdam’ não podem entrar no país, a menos que sejam cidadãos do Japão. Cidadãos do Japão, seus cônjuges e filhos que podem apresentar provas, viajantes com Autorização de Residência Permanente Especial com permissão de reentrada de um oficial de imigração regional e militares dos EUA ainda podem entrar no país. Os viajantes e a tripulação de companhias aéreas que estiveram em qualquer um dos países listados até agora nos últimos 14 dias devem enviar um questionário de quarentena e passar por um teste de PCR na chegada. Regras especiais se aplicam a tripulantes de companhias aéreas que entram no Japão. Os membros da tripulação devem enviar questionários de quarentena e declarações “Plano de estadia no Japão”. As tripulações devem seguir as instruções fornecidas no documento de quarentena “Aviso: Para tripulações que embarcam em veículos de áreas sujeitas a quarentena reforçada”. As companhias aéreas devem providenciar veículos fretados (em oposição ao transporte público) para transportar tripulações entre o aeroporto e o hotel e garantir que as tripulações cumpram as outras regras durante sua estadia no Japão. A isenção de visto para viajantes de vários países foi suspensa e os vistos de certos países foram invalidados. Para obter mais informações, clique aqui. Se você planeja viajar para Nagoya no momento, é recomendado que se informe a respeito das restrições atuais e siga medidas adequadas de segurança quando estiver em público.


Ofertas de passagens aéreas baratas para Nagoya encontradas na momondo

Confira algumas das melhores tarifas saindo de aeroportos em Brasil para Nagoya encontradas recentemente por usuários da momondo
Mais barato
Melhor opção
Mais rápido
British Airways
25 fev
GIG
Rio de Janeiro Galeão Internacional
34h 10m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
1 mar
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
59h 10m
2 escalas
GIG
Rio de Janeiro Galeão Internacional
Lufthansa
13 nov
GRU
São Paulo Guarulhos
36h 05m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
20 nov
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
34h 30m
2 escalas
GRU
São Paulo Guarulhos
Várias companhias aéreas
13 dez
GRU
São Paulo Guarulhos
33h 25m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
10 jan
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
35h 00m
2 escalas
GRU
São Paulo Guarulhos
British Airways
25 fev
GIG
Rio de Janeiro Galeão Internacional
58h 10m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
1 mar
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
59h 10m
2 escalas
GIG
Rio de Janeiro Galeão Internacional
Lufthansa
18 out
GRU
São Paulo Guarulhos
36h 50m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
4 abr
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
31h 00m
1 escala
GRU
São Paulo Guarulhos
Várias companhias aéreas
13 dez
GRU
São Paulo Guarulhos
29h 15m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
3 jan
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
34h 50m
3 escalas
GRU
São Paulo Guarulhos

Encontre os voos de ida mais baratos para Nagoya

Se você estiver procurando por voos de ida para Nagoya, veja algumas de nossas ofertas abaixo.
Mais barato
Melhor opção
Mais rápido
Várias companhias aéreas
3 out
GRU
São Paulo Guarulhos
43h 15m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
Japan Airlines
23 dez
GRU
São Paulo Guarulhos
33h 10m
2 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl
Etihad Airways
23 dez
GRU
São Paulo Guarulhos
35h 25m
3 escalas
NGO
Nagoya Chubu Centrair Intl

Quais companhias aéreas voam para Nagoya?

Aqui você pode conferir uma seleção das companhias aéreas mais populares e baratas para voos para Nagoya

As principais companhias aéreas que voam para Nagoya com decolagem a partir do Brasil são Azul, American Airlines, Avianca, Air France, Copa Airlines, Emirates, LATAM Airlines, Lufthansa e United Airlines. A maioria dos voos parte do Aeroporto de Guarulhos (GRU), em São Paulo. Os voos para Nagoya duram entre 36-54h até o Aeroporto Internacional de Nagoya (NGO), dependendo do número de escalas. As paradas podem ser feitas primordialmente nos aeroportos de Frankfurt (FRA), Pequim (PEK) e Xangai (PVG), entre outros. Preste atenção se a passagem para Nagoya inclui todos os serviços, como despacho de bagagens, refeições, escolha de assentos e antecipação de embarque. Passagens de baixo custo, muitas vezes, demandam pagamentos extras.


Como ir do aeroporto para o centro de Nagoya?

Veja abaixo todos os aeroportos em Nagoya e descubra como ir até o centro da cidade

Uma dúvida de quem vai viajar é sobre como ir do aeroporto para o centro de Nagoya. O aeroporto fica em uma ilha artificial a cerca de 35 km do centro da cidade. A maneira mais rápida de fazer o trajeto é de trem, que liga diretamente um ponto a outro. Em menos de 30min, aproximadamente, é possível chegar à região central de Nagoya. O custo da passagem individual é de aproximadamente ¥ 1.200,00 (R$ 47,00). Um novo trem sai a cada 30min. Outra forma de fazer o trajeto rapidamente é de táxi, mas o valor é bem mais alto, ficando em torno de ¥ 16.000,00 (R$ 618,00) — porém, pode ser dividido entre mais pessoas. Se o percurso for feito à noite, há um adicional de 20%. O trajeto leva 50min de carro. Os ônibus são uma alternativa mais econômica na comparação com os táxis, no entanto, podem levar até 1h 30min para chegar ao centro de Nagoya. O valor fica em torno de ¥ 1.200,00 (R$ 47,00), o que torna o trem uma opção mais interessante, já que o preço é o mesmo. Alugar um carro também é possível. As agências disponíveis no Aeroporto de Nagoya são Avis, Budget, Europcar, Hertz, Nippon Rent-A-Car, Nissan Rent-A-Car, ORIX Rent a Car, Times e Toyota Rent a Car. Os preços variam entre aproximadamente ¥ 5.000-9.600 (R$ 190-370) por dia. No entanto, há um problema para brasileiros — turistas não podem dirigir no Japão, nem mesmo com a Permissão Internacional para Dirigir (PID). O processo para tirar a carteira de motorista japonesa, para quem já tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do Brasil, é relativamente simples, porém, é preciso ser residente (e comprovar que tem casa no Japão) para estar apto a solicitar o documento. Neste caso, a solução para um turista que precisa alugar um carro em Nagoya seria contratar um motorista local. Uma alternativa é contratar serviços de transfers privados, que já contam com motoristas. Esses serviços custam aproximadamente ¥ 13.800,00 (R$ 532,00) por dia.


Transporte em Nagoya

Quer saber como se locomover em Nagoya? Apesar de os ônibus não serem muito recomendados no transporte do aeroporto para o centro da cidade, com certeza podem ser utilizados para rodar em passeios dentro do município. O metrô também é uma opção rápida e barata em Nagoya. A dica aqui é comprar o passe que serve tanto para os ônibus quanto para o metrô, a um custo aproximado de ¥ 850,00 (R$ 33,00) por dia. Fora essas opções, o transporte em Nagoya conta com táxis, aluguel de carros e carros de aplicativo — a Uber é a principal empresa que opera esse serviço na cidade japonesa.


Brasileiros precisam de visto para Nagoya?

Sim, o visto para Nagoya é exigido. O documento, que deve ser solicitado junto à Embaixada do Japão, tem custo aproximado de ¥ 2.518,00 (R$ 97,00) para uma entrada no país. Caso o viajante deixe o Japão e retorne mais vezes, o visto tem custo de ¥ 5.037,00 (R$ 194,00). Também é obrigatório ter passaporte para Nagoya, entre outros documentos. (Preços verificados: 14/11/2019).


Comece a planejar viagens baratas para Nagoya

  • Ida e volta
  • Só ida
  • Várias cidades
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
  • Várias
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe