Pesquise passagens baratas para Sevilha

Ida e volta
Econômica
Wichita (ICT)
Sevilha (SVQ)
sáb 23/1
sáb 30/1
Qualquer mês
Compare com o momondo |
Alerta de restrição de viagem

O surto de COVID-19 (coronavírus) pode afetar sua viagem para Sevilha. As restrições atuais para Sevilha são baseadas nas restrições de viagem de Espanha.

Ver restrições de viagem atuais para Espanha

Os voos mais baratos para aeroportos de Sevilha

Encontre os voos mais baratos para estes aeroportos de Sevilha a partir da cidade ou aeroporto mais próximo
No momento, não há dados para a rota selecionada. Selecione outro aeroporto de partida

Qual é a melhor época para viajar para Sevilha?

Sevilha é uma cidade turística de clima agradável na Andaluzia, sul da Espanha. As melhores épocas para viajar para Sevilha são a primavera e o outono, quando as temperaturas estão amenas e os dias, bastante ensolarados. Quem compra passagens para Sevilha no verão (entre junho e setembro), vai encontrar dias bastante quentes e tempo seco, então lembre-se de se hidratar bastante sempre. Os meses de chuva na cidade vão de outubro a abril, por isso as passagens aéreas para Sevilha têm um período de baixa nos preços entre janeiro e abril. Em compensação, em dezembro, mês de férias no Brasil, há um pico nos preços dos bilhetes aéreos.

Qual é o voo mais barato para Sevilha?

R$ 150 é o valor mais baixo encontrado na momondo nas últimas duas semanas para um voo para Sevilha. Este voo parte de Milão e é 96% mais barato que a maioria dos voos para Sevilha. Para encontrar o preço mais baixo para Sevilha partindo da sua região, use o Guia de preços por itinerário da momondo.

Qual é o mês mais barato para voar para Sevilha?

O mês de março é, em média, o mês mais barato para voar para Sevilha saindo de Brasil, com a maioria dos preços por cerca de R$ 3.623. Se você não puder voar para Sevilha em março, então fevereiro é a sua segunda melhor opção. Os preços de voos de Brasil a Sevilha durante fevereiro têm uma média de cerca de R$ 3.839.

Com quanta antecedência devo comprar uma passagem para Sevilha?

O melhor momento para reservar um voo para Sevilha saindo de Brasil é com 51 dias de antecedência, quando os preços tendem a ficar por volta de R$ 4.386. Nas últimas 72 horas, os usuários da momondo encontraram voos de Brasil para Sevilha a partir de R$ 2.252.

Qual é o dia mais barato para voar para Sevilha?

O dia mais barato para voar para Sevilha é terça, quando preços a partir de R$ 3.754 podem ser encontrados. Isso geralmente acontece porque há menos demanda para voar nesse dia da semana. Os voos de Brasil a Sevilha em domingo geralmente são mais caros e saem a cerca de R$ 4.563, em média. Tenha em mente que esses preços podem flutuar dependendo da época e da demanda.

Qual é o horário mais barato para voar para Sevilha?

À tarde é o horário mais barato do dia para viajar de Brasil para Sevilha, quando você encontra preços de voos a partir de R$ 4.022. Voar para Sevilha à tarde é um horário ideal porque fica fora do horário de pico. Os voos à noite geralmente são mais caros, com passagens custando uma média de R$ 4.412.

Há outro aeroporto perto de Sevilha?

Dependendo do mês e do aeroporto de partida, quem viaja para Sevilha pode encontrar preços melhores em Aeroporto de Jerez de la Frontera La Parra (a 72 km do centro da cidade de Sevilha) ou Aeroporto de Málaga (a 155 km do centro da cidade de Sevilha).

Existe uma alternativa mais barata para voar para Sevilha?

Com voos a um preço médio de R$ 3.169 por pessoa, o aeroporto mais barato para voar ao planejar sua viagem para Sevilha é Aeroporto de Sevilha. Esse preço pode variar conforme seu local de partida. O Guia de preços por itinerário da momondo ajuda você a encontrar os melhores preços.


Quais são as restrições atuais para viajar a Sevilha?

Atualmente, as restrições de viagem para Espanha incluem viagens para Sevilha. Restrições de entrada

A Espanha reabriu suas fronteiras a viajantes da maioria dos países da UE; no entanto, a entrada permanece restrita a viajantes que chegam de outras áreas, exceto cidadãos e residentes espanhóis, e familiares imediatos que os acompanham. Até 2 de fevereiro, a Espanha não permitirá a entrada de viajantes que tenham estado no Reino Unido, com exceção de espanhóis e residentes legais na Espanha. Em 22 de julho, os viajantes que chegam de Montenegro e Sérvia não podem mais entrar na Espanha. Para viajantes que chegam de fora da UE, apenas as seguintes categorias de viajantes podem entrar: • Residentes habituais na União Europeia, Estados Associados de Schengen, Andorra, Mônaco, Vaticano ou São Marino. • Titulares de um visto de longa duração emitido por um membro Schengen de um Estado Schengen Associado que se desloca para esse país. • Profissionais de saúde que vêm trabalhar na Espanha. • Bens e pessoal de transporte no exercício de suas funções. • Diplomatas, consulares, funcionários internacionais, militares, proteção civil e membros de organizações humanitárias no exercício de suas funções. • Estudantes que estudam em um dos estados membros da UE / Schengen e possuem o visto apropriado ou permissão equivalente e seguro médico. Eles podem entrar no país 15 dias antes do início dos estudos. • Trabalhadores altamente qualificados, incluindo participantes em eventos esportivos de alto nível que acontecem na Espanha. • Pessoas que viajam por motivos familiares devidamente credenciados. • Pessoas que viajam por motivos humanitários devidamente credenciados ou motivos de força maior. • Residentes na Austrália, Canadá, Geórgia, Japão, Nova Zelândia, Ruanda, Coréia do Sul, Tailândia, Tunísia ou Uruguai, desde que tenham vindo diretamente desses países ou apenas tenham feito trânsitos internacionais em aeroportos fora desses países.

Requisitos de entrada

A partir de 23 de novembro, todos os viajantes (incluindo crianças) vindos da Albânia, Andorra, Argentina, Armênia, Aruba, Áustria, Bahrein, Bélgica, Belize, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Cabo Verde, Colômbia, Costa Rica, Croácia, Chipre, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, França, Polinésia Francesa, Geórgia, Alemanha, Gibraltar, Grécia, Guam, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Jordânia, Kuwait, Letônia, Líbano, Líbia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Moldávia, Mônaco, Marrocos , Holanda, Macedônia do Norte, Noruega, Território Palestino, Panamá, Polônia, Portugal, Porto Rico, Romênia, Rússia, San Marino, Sérvia, Eslováquia, Eslovênia, São Martinho, Suécia, Suíça, Tunísia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Ucrânia e EUA , deve apresentar um atestado médico com resultado negativo no teste TMA, LAMP ou PCR COVID-19 emitido nas 72 horas anteriores à chegada, com excepção dos viajantes provenientes dos Açores em Portugal; Rogaland, More og Romsdal, Nordland, Viken, Innlandet, Vestfold og Telemark, Agder, Vestland, Trondelag ou Troms og Finnmarkin na Noruega; Kitri, Ionia Nisia, Dytiki Ellada ou Sterea Ellada na Grécia; Ilha Faroe ou Groenlândia. Verificações locais podem ser realizadas na chegada para confirmar que os viajantes foram submetidos a um teste COVID-19 PCR, TMA ou LAMP e tiveram resultados negativos. Uma multa mínima de €3000 pode ser cobrada de quem não cumprir. A Espanha reabriu suas fronteiras para viajantes da UE, do espaço Schengen e do Reino Unido. Os viajantes que chegam das áreas mencionadas não são mais obrigados a apresentar um certificado de residência ou isolar-se ao entrar na Espanha; no entanto, eles precisarão preencher um formulário de controle de saúde FCS 48 horas antes da chegada em https://www.spth.gob.es/. Um código QR gerado a partir do formulário preenchido deve ser apresentado na chegada. Os viajantes também passarão por uma verificação de temperatura e avaliação de saúde visual. A partir de 14 de novembro, os viajantes que visitam as Ilhas Canárias com reserva em acomodação turística regulamentada devem apresentar um teste COVID-19 negativo feito no máximo 72 horas antes, ao fazer o check-in em sua acomodação, baixar e ativar o aplicativo de notificação Radar COVID durante sua estada nas ilhas e por 15 dias após o retorno para casa. Crianças menores de 7 anos estão isentas desses requisitos. As autoridades regionais das Ilhas Baleares (Maiorca, Menorca, Ibiza, Formentera) introduziram três estágios de controle para as chegadas domésticas por via marítima ou aérea às ilhas, além das das chegadas internacionais à Espanha. Todos os turistas que chegam de ou via regiões da Espanha com uma incidência cumulativa do vírus de 150 casos por 100.000 habitantes ou mais devem apresentar um PCR ou TMA negativo realizado nas 72 horas anteriores à chegada. Uma multa de até €3.000 pode ser cobrada de quem chega sem um teste válido. Aqueles com um motivo justificado para a viagem devem preencher uma declaração e um teste de antígeno na chegada ao aeroporto ou porto ou terão que se submeter a uma quarentena de 10 dias. Os residentes nas Ilhas Baleares devem ter feito um teste PCR no local de partida nas 72 horas anteriores à sua chegada, ou serão testados na chegada ou submetidos a uma quarentena de 10 dias.

Regras de trânsito

Aos viajantes em trânsito na Espanha através de um aeroporto espanhol em rota para seu destino final, os requisitos de teste PCR, TMA ou LAMP e Formulário de Controle de Saúde mencionados acima não se aplicam. Eles devem, no entanto, estar preparados para mostrar evidências de sua jornada, como passagens aéreas para seu destino final. As restrições introduzidas pela Espanha às viagens de passageiros do Reino Unido de 22 de dezembro a 19 de janeiro também podem se aplicar àqueles em trânsito pela Espanha para outros destinos internacionais.

Outras informações

Autorizações de residência e vistos D que expiraram entre 14 de dezembro de 2019 e 21 de junho de 2020 são aceitos para entrada.

Se você planeja viajar para Sevilha no momento, é recomendado que se informe a respeito das restrições atuais e siga medidas adequadas de segurança quando estiver em público.

Ofertas de passagens aéreas baratas para Sevilha encontradas na momondo

Confira algumas das melhores tarifas saindo de aeroportos em Brasil para Sevilha encontradas recentemente por usuários da momondo
TAP AIR PORTUGAL
21 abr
12h 30m
Rio de Janeiro Galeão Internacional
12h 30m
1 escala
5:40
Sevilha
25 abr
3:00
Sevilha
15h 40m
1 escala
18:40
Rio de Janeiro Galeão Internacional
TAP AIR PORTUGAL
21 abr
13h 20m
Rio de Janeiro Galeão Internacional
13h 20m
1 escala
1:00
Sevilha
25 abr
11:20
Sevilha
19h 05m
1 escala
6:25
Rio de Janeiro Galeão Internacional
TAP AIR PORTUGAL
19 mar
17h 45m
São Paulo Guarulhos
17h 45m
1 escala
9:10
Sevilha
31 mar
3:00
Sevilha
16h 05m
1 escala
19:05
São Paulo Guarulhos
Iberia
2 jun
20h 40m
Rio de Janeiro Galeão Internacional
20h 40m
1 escala
11:55
Sevilha
17 jun
5:25
Sevilha
13h 25m
1 escala
18:50
Rio de Janeiro Galeão Internacional
TAP AIR PORTUGAL
26 mai
13h 30m
São Paulo Guarulhos
13h 30m
1 escala
1:00
Sevilha
30 mai
6:40
Sevilha
23h 55m
1 escala
6:35
São Paulo Guarulhos
Air France
16 mai
18h 45m
São Paulo Guarulhos
18h 45m
1 escala
5:55
Sevilha
14 jun
11:50
Sevilha
19h 40m
1 escala
7:30
São Paulo Guarulhos

Encontre os voos de ida mais baratos para Sevilha

Se você estiver procurando por voos de ida para Sevilha, veja algumas de nossas ofertas abaixo fornecida por TAP AIR PORTUGAL
Iberia
14 fev
17h 05m
São Paulo Guarulhos
17h 05m
1 escala
3:45
Sevilha
Várias companhias aéreas
16 fev
17h 30m
São Paulo Guarulhos
17h 30m
1 escala
12:00
Sevilha
TAP AIR PORTUGAL
15 fev
17h 45m
São Paulo Guarulhos
17h 45m
1 escala
8:10
Sevilha


Quais companhias aéreas voam para Sevilha?

Aqui você pode conferir uma seleção das companhias aéreas mais populares e baratas para voos para Sevilha

Do Brasil, não há voos para Sevilha diretos, sempre será necessário fazer pelo menos uma escala. Portanto, escolha seus voos de forma estratégica para aproveitar melhor a viagem. A Air Europa tem uma rota partindo do Aeroporto de Guarulhos (GRU), em São Paulo, com uma escala curta de aproximadamente 1h no Aeroporto Barajas (MAD), em Madrid. De lá, segue diretamente para o Aeroporto de Sevilha (SQV), com duração de voo de cerca de 12h 50min. Uma escala a mais pode representar uma grande economia. A TAP tem passagens para Sevilha saindo também de Guarulhos (GRU), mas com escalas no Aeroporto de Lisboa (LIS) e no Aeroporto do Porto (OPO) antes de chegar ao destino final. A viagem tem um tempo de voo de aproximadamente 14h 25min, mas custa bem menos. Outras companhias aéreas que voam para Sevilha são a Iberia, a SWISS Air e a brasileira Azul Linhas Aéreas.


Como ir do aeroporto para o centro de Sevilha?

Veja abaixo todos os aeroportos em Sevilha e descubra como ir até o centro da cidade

O Aeroporto de Sevilha fica a aproximadamente 15 km do centro. O metro de Sevilha não tem uma linha até o aeroporto. Portanto, se quiser ir para o centro de transporte público, a Línea EA de ônibus faz o trajeto em aproximadamente 30min, e a passagem de ida custa cerca de € 4 (R$ 18). Se comprar ida e volta, o bilhete sai por aproximadamente € 6 (R$ 28). Outra opção de como ir do aeroporto para o centro de Sevilha é pegar um táxi. A corrida deve levar em torno de 20min e você deve gastar algo como € 25 (R$ 116).


Transporte em Sevilha

O centro histórico de Sevilha é bem pequeno, a cidade é plana e as distâncias são possíveis de se fazer a pé. Mesmo assim, nos dias de mais calor, pode ser conveniente pegar transporte em Sevilha. Os ônibus passam por todos os principais pontos de interesse, e a passagem é bem econômica: cerca de € 0,90 (R$ 4). O metrô de Sevilha tem somente uma linha, que corta a cidade de leste a oeste. A passagem custa aproximadamente € 1,35 (R$ 6), mas é possível comprar passes com viagens ilimitadas pelo período de 24h por cerca de € 4,50 (R$ 21). Alugar um carro em Sevilha pode ser uma boa ideia se você tem vontade de conhecer outras cidades da Andaluzia. Há grandes redes internacionais, como Hertz e Europcar, que operam na cidade. Na baixa temporada, é possível alugar um carro popular por a partir de € 9 (R$ 42) a diária. Mas saiba que estacionar é dificílimo na cidade, e os estacionamentos privados custam uma média de € 17 (R$ 79) para um período de 12h.


Brasileiros precisam de visto para Sevilha?

Brasileiros não necessitam de visto para Sevilha, pois a Espanha faz parte do Espaço Schengen. Tudo que você vai precisar é levar o seu passaporte para Sevilha, com data de validade de pelo menos três meses após a saída do Espaço. A partir de 2021, os brasileiros precisam solicitar uma pré-autorização para entrar na Europa, chamada ETIAS. O documento pode ser solicitado pela internet.


Informações e dicas de Sevilha

Assim como toda a Andaluzia, a cidade de Sevilha conserva uma forte influência da cultura otomana, por quem foi dominada durante vários séculos. Essa influência fica muito clara na belíssima arquitetura da cidade.

Em sua viagem para Sevilha, você certamente vai querer visitar El Alcázar de Sevilha, um palácio construído há mais de mil anos para ser residência real. Compre seus ingressos pela internet para evitar as imensas filas e vá com tempo: há muito a ser admirado no interior do palácio.

No fim da tarde, vá dar um passeio à beira do rio Guadalquivir, que corta a cidade. Caminhe até a Torre del Oro, um antigo posto estratégico de defesa da cidade. À noite, cruze a pé uma das pontes que passam sobre o rio e vá para a região de Triana. Considerado o berço do flamenco, lá você vai encontrar várias opções de bares com apresentações ao vivo de música e dança flamenca, além de poder provar deliciosas tapas.

Inclua no roteiro uma passagem pela Plaza de la Encarnación, onde está localizada a gigantesca escultura Las Setas de Sevilha. Feitas em madeira, as enormes estruturas têm um formato que lembra cogumelos. (Preços verificados: 15/11/2019).

  • Ida e volta
  • Só ida
  • Várias cidades
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
  • Várias
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe
Econômica
  • Econômica
  • Econômica Premium
  • Executiva
  • Primeira classe